Oss! Junte-se a mais de 2000 karatecas!

Entre para nossa lista de karatecas e receba conteúdos exclusivos e com prioridade

Obrigado pelo envio!

A ESSÊNCIA DO KARATÊ POR GICHIN FUNAKOSHI.



O que isso tem haver com karatê ?


Dedos na garganta ?


Projeções ?


Bases super baixas?


Isso é karatê ?


Sim! e precisamos falar mais sobre isso!


Muitas pessoas podem ficar surpresas ao ver estas fotos, Gichin Funakoshi, o principal nome por trás da modernização e expansão do karatê de Okinawa para o Japão, realizando técnicas e posições como estas.


Algumas pessoas, se nesta foto não estivesse o Funakoshi, diriam:


"ISSO NÃO É KARATÊ!"



Ao ler o livro "Tanpenshu" , um conjunto de "Histórias não contadas" de Gichin Funakoshi, Pesquisado, compilado e traduzido por Patrick & Yuriko McCarthy, encontrei um texto que me chamou atenção.


Seu titulo era "A essência do karatê", onde Funakoshi se refere ao karatê como uma arte de defesa pessoal, utilizando varias armas do nosso corpo humano para procurar derrotar o adversário com um único golpe. Bem como mostra o karatê como uma pratica que deve ser estudada além dos benefícios físicos mas espiritual e mental. Segue tradução do texto abaixo:



A ESSÊNCIA DO KARATÊ


"Da cabeça as pontas dos dedos existem um numero surpreendente de partes do corpo humano que podem ser aplicados no karatê.


Por exemplo, do pulso as pontas dos dedos existem mais de 10 partes, que podem ser utilizados em ataques.


Os cotovelos, pulsos, Joelhos, pés (6 pontos) são todos aplicáveis.


De fato, pode-se dizer que o corpo humano é coberto de armas naturais.


É desnecessário dizer que para isso ser efetivamente aplicável é preciso treinar arduamente.

Por exemplo, a primeira coisa a se estudar é como cerrar o punho e segura-lo em uma posição natural para defesa e ataque.


Depois como posicionar guarda, como bater, como afastar.


Estudando também os movimentos fundamentais do corpo e repetição de Katas sozinho e com parceiros, assim, condicionando o o corpo inteiro.


Karatê mais que qualquer coisa no mundo deve ser estudado com perseverança, até que se transforme em uma incrível arma.

Perseverança representa um estado da mente necessária na arte da defesa-pessoal.


Deve-se treinar como se o inimigo estivesse em frente a você.


A ideia de derrotar seu adversário com um único golpe nunca deve ser abandonado.


Esse é o verdadeiro espirito marcial.


Se alguém não treina neste espírito, podem-se passar anos sem nunca ultrapassar o aspecto físico.

Consequentemente a verdadeira essência do karatê nunca será conhecida."


- "Funakoshi, Gichin."



01- AS ARMAS DO CORPO.


Mais de dez armas entre o pulso e as pontas de dedos ?


Ficou surpreso ?


Vamos olhar para nossas mãos agora, com uma breve analise, quais partes poderiam ser utilizadas como armas ?


Sim!


Apenas entre o pulso e as pontas dos dedos, temos varias armas que podem ser utilizadas de varias maneiras diferentes.


Irei exemplificar algumas técnicas aqui.


1- A base da palma da mão, muito utilizado ao aplicar o Teisho Uke ou Teisho Uchi.


2- Osso da base lateral da mão, usado como Seiryuto Uke.


3- Lateral da mão, usado em varias técnicas de Shuto, como Shuto Uke ou Shuto Uchi


4- Palma da mão, utilizado em técnicas como Te Osae Uke.


5- Ponta do polegar, Que normalmente é utilizado para defesa-pessoal nos olhos.


6- Ponta do indicador, normalmente usado como Ippon Nukite.


7- Ponta do dedo médio, normalmente utilizado junto ao dedo indicador como por exemplo no Nihon Nukite.


8- Pontas de todos os dedos, normalmente usado como Shihon Nukite.


9- Nós dos dedos, que são utilizados em técnicas como Nakadaka Ken, ippon ken e Hira Ken.


10- Articulações dos dedos (Metacarpofalangiana) normalmente utilizado no Oi Zuki ou Choku Zuki por exemplo.


11- Lateral oposta da mão, utilizado em técnicas como Haito Uchi.


12- Costas das mãos, utilizado em técnicas como Haishu uke.


13- Costas do pulso, utilizado em técnicas como Kakuto Utchi.



Claro que várias outras técnicas podem ser aplicadas com cada uma destas armas, as que falei são apenas alguns exemplos e acredite, há mais do que 13 armas nas mãos!


Se do pulso as pontas dos dedos temos tamanha variação de armas, imagine se fossemos explorar todo o corpo...


Iriamos encontrar uma diversidade de técnicas e armas do corpo que poderiam se utilizadas em combate.


Vemos constantemente estas armas presentes no Katas que treinamos.


Todos os katas, com suas mais variadas formas, são utilizados as mais variadas armas do corpo.


Mas... Onde elas estão no Kumite do nosso karatê moderno ?



02- O KARATE MODERNO

Qual a ultima vez que você aplicou um Nakadaka Ken, Seiyriuyo, Kakuto, Haishu, Ippon Nukite ou até mesmo o muito popular Shuto em um Kumitê ?


Ou até mesmo viu sendo aplicado no kumite entre karatecas ?


Porque elas foram praticamente descartadas do karatê moderno ?


Irei comentar rapidamente e superficialmente sobre o que aconteceu para o desaparecimento das aplicações destas técnicas.


Terei que falar um pouco sobre o TODE, TE ou Okinawa-Te.


A arte que deu origem ao karate-do moderno.


Em Ryukyu, reino que deu origem a Okinawa, ilha japonesa que foi o berço do karate, os praticantes de Tode, desenvolviam suas artes de luta para fins de defesa pessoal ou cívica desarmada.


O objetivo da arte era estudar o como se defender e neutralizar um agressor em situações de combates reais.


Onde não havia regra a não ser, sair vivo.


O "karate" da época visava conter o adversário independente da gravidade, estudando quebras de articulações e membros, estrangulamentos, golpes de impacto em áreas vitais, projeções, desarmes, imobilizações, estudando até mesmo como matar um adversário da maneira mais eficaz possível.


Não existia um estilo, ou arte que foi matriz do karate em okinawa, na verdade varias artes influenciaram o desenvolvimento desse Karate.


Tendo sim, fortes influencias de artes marciais chinesas.


Basicamente quatro estudos davam origem ao karate antigo:


O TEGUMI- A antiga arte da Luta-livre, onde acredita-se ter como origem a arte do Jiao Li.


O Ti'gwa - A arte de golpes de impacto (Atemi) utilizando as partes duras do corpo para atingir o adversário. Há forte polêmica sobre sua origem, alguns acreditam que surgiu a partir de artes de defesa pessoal dos guerreiros da ilha, já outros acreditam que houve forte influência do Muay Boran, arte que deu origem ao Muay Thai.


O KATA- A prática solo de rotinas de luta que tem sua origem nas Artes Chinesas, principalmente o "Kung Fu".


O TORITE- A arte segurar, projetar , imobilizar e conter um oponente, derivado de técnicas de uso militar.



Com estes quatro estudos, o karate antigo, o Tode, era uma arte completa e assim faz sentido os argumentos do Sensei Funakoshi ao comentar sobre as armas do corpo e o foco na defesa pessoal.


Mas se era uma arte tão completa o que aconteceu ?


Eu não irei me aprofundar aqui nos aspectos históricos, até para que este artigo não fique muito longo.


Mas quando Funakoshi foi convidado a Ensinar o TODE no Japão...


Muita coisa mudou.


Para que o karate fosse aceito como uma arte oficial japonesa pela Dai Nippon Butoku Kai, uma série de exigências e regras foram impostas.


Entre eles o nome TODE (Mãos Chinesas) foi modificado para Karate-do (O Caminho das Mãos Vazias), Uso de uniformes, Implementação de graduação por faixas (Kyu e Dan), Simplificação das técnicas, modificações em katas, terminologias em japonês...


Tudo ficou sistematizado, codificado e formalizado.

Como se isso tudo não fosse o suficiente, Funakoshi seguiu o exemplo de seu mestre Itosu Anku e retirou do karate todos os estudos de Ti'gwa, Torite e Tegumi.


Ensinando apenas os Katas.


Com frequência ele dizia "Kata é Karate, Karate é kata".


Não havia sparring/kumitê ou formas de aplicação através das quais os alunos pudesses testar a veracidade das suas técnicas, nem medir o seu espírito de luta.


Isso fez com que vários jovens estudantes da arte, ficassem frustrados e entediados com o karate-do e começaram entre eles a testar suas técnicas em lutas informais.


Ao perceber a desaprovação dos estudantes da arte, Masatoshi Nakayama implementou ao karate-do de Funakoshi o Kumite Moderno. Você pode ler mais sobre isso no artigo: "A GRANDE CARTA DE MASATOSHI NAKAYAMA SOBRE O KUMITÊ"


Derivado da palavra TEGUMI, uma das artes estudadas no karate antigo, o Kumite moderno, foi criado seguindo o mesmo conceito utilizado pelo Judo e Kendo, artes que já eram bastante praticadas na época.


Com base no Kumite Shobu Ippon ( combate de um ponto) , onde no karate, o vencedor seria aquele que atingisse o corpo do adversário primeiro.


Com isso, o kumite foi desenvolvido e aperfeiçoado para a marcação de pontos.


Golpes velozes e longos eram os que mais marcavam pontos e ao mesmo tempo eram mais seguros para que o adversário não tivesse uma maior chance de atingir e marcar o ponto de volta.


Todos os outros grandes mestres do karate antigo que queriam ensinar no Japão tiveram que se submeter a estas regras.


Com isso, o karate-do, que foi popularizado pelos quatro cantos do mundo, não passou de uma simplificação do antigo karate, deixando de focar na defesa pessoal e praticamente abandonando diversas armas e técnicas destrutivas no kumite.


*ATENÇÃO: Esta não é uma critica ao karate moderno, nem mesmo ao grande sensei Gichin Funakoshi, é apenas uma análise do texto e explicação histórica dos fatos que geraram o Karate-do e o desaparecimento de técnicas e armas do corpo no kumite.



03- CONCLUSÃO.


Ao analisar o texto tendo consciência destas informações da transição entre o karate antigo e o karate-do moderno podemos enxergar mais detalhes nas entrelinhas que poucas pessoas conseguiriam ver...


Assim, vamos analisar por partes.


1- "Da cabeça as pontas dos dedos existem um numero surpreendente de partes do corpo humano que podem ser aplicados no karatê.


Por exemplo, do pulso as pontas dos dedos existem mais de 10 partes, que podem ser utilizados em ataques.


Os cotovelos, pulsos, Joelhos, pés (6 pontos) são todos aplicáveis.


De fato, pode-se dizer que o corpo humano é coberto de armas naturais. "



Análise: Apesar da pouca aplicação, o Sensei Funakoshi manteve em seus ensinamentos do karate-do as aplicações de todas as armas do karate antigo.


No nosso kihon e kata estudamos com frequência estas armas pouco utilizadas no kumite Shobu Ippon, esta parte do texto frisa que o nosso corpo é sim coberto de diversas armas e que todas elas são importantes no karatê.



2- "É desnecessário dizer que para isso ser efetivamente aplicável é preciso treinar arduamente.

Por exemplo, a primeira coisa a se estudar é como cerrar o punho e segura-lo em uma posição natural para defesa e ataque.


Depois como posicionar guarda, como bater, como afastar.


Estudando também os movimentos fundamentais do corpo e repetição de Katas sozinho e com parceiros, assim, condicionando o o corpo inteiro.


Karatê mais que qualquer coisa no mundo deve ser estudado com perseverança, até que se transforme em uma incrível arma.

Perseverança representa um estado da mente necessária na arte da defesa-pessoal.


Deve-se treinar como se o inimigo estivesse em frente a você."



Análise: Como explicado anteriormente o karatê foi introduzido no japão apenas como praticas do Kata.


O grande objetivo das artes marciais japonesas na época era o preparo físico dos jovens, o desenvolvimento do espirito de combate e o fortalecimento da nacionalidade japonesa.


Estamos falando de uma época pós- primeira guerra mundial e pré-segunda guerra mundial.


O governo japonês da época não dava tanta importância ao combate desarmado, já que nas guerras o que predominava era o uso das armas de fogo, assim o kata era um excelente meio para o preparo físico dos jovens para estarem preparados para as guerras.


Então o condicionamento físico era de super importância dentro as artes marciais japonesas.


Funakoshi, acreditando no método de ensino de seu mestre Itosu Anku, acreditava que era possível que apenas repetindo o kata, a pessoa conseguiria desenvolver a defesa pessoal do karate antigo, contanto que fosse treinado como se o adversário estivesse em sua frente.



3- "A ideia de derrotar seu adversário com um único golpe nunca deve ser abandonado.


Esse é o verdadeiro espirito marcial.


Se alguém não treina neste espírito, podem-se passar anos sem nunca ultrapassar o aspecto físico.

Consequentemente a verdadeira essência do karatê nunca será conhecida."



Análise: O final do texto é o que pode ser mais debatido.


kumite Shobu Ippon ( combate de um ponto) vem do Ikken Hissatsu, (um golpe uma vida) que tem origem no Ken-Jutsu (arte que deu origem ao Kendo).


Onde seria fácil entender que com apenas um golpe de espada tiraria uma vida.


Isso é um pouco mais complicado nas artes desarmadas.


Mas sim, é possível!


O estudo das técnicas do karate, neste texto, poderia te uma conotação real do Ikken Hissatsu, ao procurar eliminar o adversário com um único golpe, ou poderia ser uma expressão para o Kumite Shobu Ippon, marcar o ponto com um único golpe.


Mas acredito que a real intenção seja o Ikken Hissatsu.


Fortalecendo a frase posterior "Esse é o verdadeiro espirito marcial."


Já ao comentar sobre "Se alguém não treina neste espírito, podem-se passar anos sem nunca ultrapassar o aspecto físico.

Consequentemente a verdadeira essência do karatê nunca será conhecida."


Podemos analisar de duas maneiras


Onde a real essência do karatê é a defesa-pessoal do Karate antigo, utilizando varias partes do corpo como armas, e entendendo as aplicações dos katas (bunkai) como se o adversário estivesse em sua frente.


Ou, como como o Sensei Funakoshi era conhecido por sua filosofia, essa frase pode ser algo mais filosófico, onde através da prática árdua do karate-do a pessoa estaria também desenvolvendo sua mente e seu espírito, sendo essa a real essência do karatê-do.


Ufa!


Parece que este artigo ficou um pouco longo, mas acredito que tudo nele é importante e não poderia faltar.


Agora quero te fazer uma pergunta...


Pra você, qual a "Real Essência do Karate" deste final do texto do Gichin Funakoshi ?


Lembre-se seus comentários só irão contribuir para o desenvolvimento de todos nós karatecas e todos nós podemos aprender um com os outros.


Espero ler sua visão!


Oss!!!


925 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo